sexta-feira, 6 de março de 2009

Plantinhas

Nesses últimos tempos peguei gosto e desgosto pelas plantinhas.

Comprei uma trepadeira pra cobrir a coluna do lounge no quintal, que super cresceu, deu flor, linda linda. De um dia pro outro as pontas pararam de crescer e começaram a murchar. Não era falta d'agua, nem de adubo, tampouco amor. Eram umas malditas lagartinhas que atacaram a raiz e mataram minha trepadeira. Ainda estou triste, não consegui nem jogá-la fora.

Gostaria muito de ter uma horta de temperos. Comprei uns vasinhos e plantei hortelã, manjericão, alecrim, orégano e salsinha. A hortelã não vai nem a pau, o alecrim morreu ontem depois de meses de vida, o orégano tá capenga e a salsinha malemá. O único que tá bonitão mesmo é o manjericão, com folhas gordas, um espetáculo.

O boldo tá com lagarta, as folhas tão todas furadinhas, mas ele já está com mais de 2 metros.

A alamanda, depois de meses e meses crescendo sem florescer brotou. Estou aguardando ansiosamente por essa flor. Isso, só uma por enquanto.

Olha, cuidar de planta não é fácil. A gente se apega e ela morre, assim, sem mais nem menos. Tô começando a achar que eu não levo jeito pra coisa...

2 comentários:

Bruno Guima disse...

qué um abraço?

Fer disse...

Eu estou tentando criar um manjericão e um orégano, mas o oregano principalmente não tem vingado e anda com um ar doentinho. Plantas são enigmáticas mesmo.